Diabetes é uma doença perigosa, silenciosa e cada vez mais comum.

Para se ter uma ideia, o número de pessoas com diabetes vem aumentando drasticamente. Estima-se que, em 2030, 366 milhões de adultos serão acometidos em todo o mundo e o Brasil contribuirá com 11 milhões desse total.

O grande problema do diabetes são as graves complicações que a doença causa. O diabetes é a primeira causa no mundo de:

  • Cegueira adquirida (quando o paciente não nasce cego, mas se torna durante a vida);
  • Amputação de pernas não causadas por acidentes;
  • Parada do funcionamento dos rins com necessidade de diálise.

Apesar das graves complicações, o diabetes pode passar desapercebido em seu início. O paciente pode já ter diabetes e não apresentar nenhum sintoma por anos e, mesmo assim, a doença pode progredir de uma forma silenciosa e traiçoeira.

Quando os sintomas aparecem, provavelmente os níveis de açúcar no sangue estão bem elevados há tempos. Sendo assim, já existe um risco considerável desse paciente já sofrer de alguma das complicações da doença.

Portanto, a melhor maneira de se combater o diabetes é a prevenção.

É importante ressaltar que aqui estou falando sobre diabetes mellitus do tipo 2, ok?

Mas como evitar o diabetes?

Vou destacar 5 dicas para a prevenção do diabetes:

Melhore seus hábitos alimentares

Os maus hábitos alimentares contribuem, e muito, para o aparecimento do diabetes. O excesso de calorias, gorduras e açúcares na alimentação leva ao ganho de gordura, prejudicando a ação da insulina.

Cortar excessos, alimentar-se até o ponto da saciedade, dar preferência a alimentos não industrializados são ótimas dicas na prevenção do diabetes e de outras doenças crônicas, como pressão alta, colesterol alto, triglicérides alto e obesidade.

Uma dieta equilibrada e saudável é estratégia fundamental tanto para o paciente diabético quanto para aqueles com risco de desenvolvimento dessa doença.

Emagreça

Sabe-se que o acúmulo de gordura no corpo favorece a inflamação, dificultando o funcionamento da insulina (situação conhecida como resistência à insulina), o que leva ao aumento dos níveis de açúcar no sangue. A obesidade é o fator de risco mais importante para o desenvolvimento do diabetes.

O emagrecimento saudável, através da mudança da composição corporal, é uma das melhores formas de se evitar o diabetes. A perda de gordura, principalmente da região abdominal, facilita o funcionamento da insulina e diminui o risco do desenvolvimento do diabetes.

Além de emagrecer, é muito importante manter o peso perdido!

Ficar de olho na balança impede aumento excessivo de peso durante períodos mais longos, como um ano. Para isso, vale a pena se pesar semanalmente a fim de se identificar as variações na balança logo no começo.

Uma dica bem legal é se pesar às Sextas-feiras e às Segundas-feiras. Se ocorrer um aumento importante de peso entre esses dias, o final de semana pode estar comprometendo todo o seu esforço da semana, o que é mais comum do que se imagina.

Exercite-se

O exercício físico promove perda de peso, redução da inflamação do corpo e diminui o açúcar no sangue. A recomendação é se exercitar pelo menos 30 minutos por dia, 5 vezes na semana.

Considero que o grande segredo da atividade física é escolher aquela que mais te agrada. Tanto faz se gosta de caminhar, nadar, pedalar, correr, dançar ou jogar tênis! A intenção é definir na sua agenda diária um momento só seu, com uma atividade física que te agrade e te ajude a espairecer.

Quem se exercita regularmente diminui o risco de diabetes.

Controle pressão arterial e colesterol

Prevenir diabetes não é somente dieta, atividade física e emagrecimento. Hoje se sabe que outros fatores podem contribuir para o desenvolvimento do diabetes.

Um dos aspectos principais é o controle da pressão arterial. O ideal é que a pressão arterial se mantenha menor do que 140 x 90 mmHg em pacientes com risco de desenvolvimento de diabetes, ou seja, menor que 14 por 9.

Outro ponto importante é impedir que os níveis de colesterol e triglicérides fiquem muito elevados. Os valores de LDL colesterol (colesterol “ruim”) e triglicérides devem permanecer baixos e o valor de HDL colesterol (colesterol “bom”) alto.

Pare de fumar

O tabagismo pode prejudicar o funcionamento da insulina e tem sido associado com acúmulo de gordura abdominal. Deixar de fumar pode levar à redução do risco de diabetes, além de redução do risco cardiovascular (risco de infarto, AVC).

Sendo assim, fica claro que são diversos aspectos que devem ser otimizados para a prevenção do diabetes. É de extrema importância a identificação dos pacientes com risco aumentado de desenvolvimento de diabetes, para que recebam acompanhamento e tratamento adequado.

O médico endocrinologista, especialista em diabetes, é o profissional em quem você pode confiar para te ajudar a trilhar uma vida mais saudável.

Caso tenha dúvidas, não deixe de me perguntar nos comentários!